sexta-feira, 12 de julho de 2013

"BOTA FOGO NA FUBECA"


"BOTA FOGO NA FUBECA"

São as duas senhoras perigosas.
Senhoras pela idade, uma casada.
Vê-se cada uma mais desarvorada.
Descobertas brigando tão raivosas,
Por um namorador sem nem amor.
Ali não há nenhuma dor nem cor.
Só disputa de duas furiosas.

Ora, ora, o rapaz namora todas.
Sem discriminação joga sua rede,
Pegou, descama, mata fome e sede.
Tão cheias de ilusões essas coitadas;
Carentes de juízo e todo amor,
Disputam esse homem com furor.
E ele saracoteia nas noitadas.

O marido não passa de um chifrudo.
Pois a mulher pela rede na disputa,
Arruma um falatório. Uma puta,
Fingida e tão maldosa, à toa em tudo.
E enquanto as galinhas tiram penas,
O povo olha e gargalha às centenas
Baixaria! E poesia como escudo. 

Google+ Followers