domingo, 8 de julho de 2012

Em homenagem a LUNA DI PRIMO


Contestada por quem só contesta e não atesta,
Endeusada por quem reconhece seu talento,
Invejada por quem é incompetente,
Amada por quem conhece seu intento!

Sinto-me justo ao falar de tudo isso,
Porquanto sei desta mulher já o bastante
Para entender que a justiça é o seu norte,
Luta que trava num embate incessante!

É corajosa, destemida,
Muitas vezes a confundem com atrevida,
Mas não se abate,
Nem foge ao bom combate!
É uma guerreira aguerrida!

Seu coração transborda amor e simpatia!
Por onde vai granjeia amigos e amigas,
Por sua bondade, seu carisma e empatia!

Cândida, terna em seu amar sincero,
É essa a mulher a quem venero,
A quem eu amo e a quem muito estimo!
Ela é a musa e a mulher por quem me animo!
Falo da minha Lua... Luna Di Primo!

Google+ Followers