segunda-feira, 9 de julho de 2012

DE VOLTA AO PASSADO


O passado distante de eterna saudade,
Saudade de correr na rua sem medo
Subir em árvores atrás dos montes
Tomar banho de chuva...
Escorregar na lama...
Ser criança outra vez!
Sorrir do nada...
Brincar de roda...
De contar histórias...
Tomar banho de rio...nua,
Tomar leite às cinco da manhã...
Ah! Que saudades!
Agora relembro tudo sei que
Vivi, fui feliz...
Esta recordação
Ninguém tira de mim.

MENDUIÑA


Google+ Followers