segunda-feira, 25 de julho de 2011

NIVALDO FERREIRA HOMENAGEADO DO MES DE JULHO


 














por Ineifran Varão:

Não sei onde eu vi escrito
“Poeta da madrugada”
Quem disse, disse bem dito
Trouxe a frase do infinito
Para um versejar bonito
De poesia requintada!

Versos que contam histórias
Que fazem menção gentil
Cantam sofreres e glórias
De vidas fartas ou inglórias
Que amanhã serão memórias
De um poeta “aplausos mil”!

Oh! Gentil poeta, cantas
Em teus versos desenganos
Dor e saudade tu imantas
E em sonetos nos encantas
Co’ a beleza que transplantas
Para os corações humanos!...

Poeta, poeta, és dez
Na poesia do Brasil!
Quem não souber quem tu és
Não valerá um mil réis
Pois dos muitos menestréis
Mereces “aplausos mil” !











por Nelson Rodrigues

"Quão distante é a luz da escuridão,
Quando a noite ofusca os nossos passos.
Mas, se a voz está emudecida... que bom!
Temos ainda os poemas do Nivaldo.











por Edir Pina de Barros

Nivaldo Ferreira, o poeta.

Nivaldo canta a vida que s’espraia
Nos campos da paixão, dos sentimentos,
E seus olores que perfumam os ventos
Suaves como os lenços de cambraia.

E a tristura canta e os bons momentos,
E toda a luz que existe em sua raia,
Co’a formosura própria da nhandaia,
E que acalanta toda dor, tormentos.

Tangendo a lira, com saber, candura,
Arranca das entranhas tantos versos
Que falam da alegria e da saudade.

E canta com carinho, com humildade,
Os sentimentos bons, dos mais diversos,
Com todo seu amor, iluminura.








por Dilce Toledo
















O Poeta de belas narrativas,
Das doces emoções sentidas,
Rabisca, faz as prerrogativas
Embalando os versos da vida.

Canta em letras, o seu cântico
Dedilha as rimas, em sintonia,
Em estrofes do amor romântico,
Contemplados pela doce magia.

É o poeta sensível... Criando,
É a inspiração... Surgindo,
Anseios e devaneios vagando
É a alma do poeta sorrindo.

Com todo carinho

Dilce Toledo












Do Nivaldo Ferreira...

Ah! SEM VERSOS... foi qual se viu esse poeta,
Pois viu a inspiração de forma intercalada.
O POEMA DE AMOR ETÉREO..., então, compôs

SILHUETANDO... num lençol de carmesim
A amante e amada que finge dormir,
Mas que aguarda seu toque de bardo sublime...

E por fim, em delírio, foi ele que o

SONETO AO VERDADEIRO POETA... escreveu.

Ronaldo Rhusso













"O POETA NIVALDO FERREIRA".
                                      por Jamil Luz

Nesses singelos versos,
levo a ti todo o meu carinho,
sem medos dos adversos,
entrei no seu caminho.

Aprendi a andar contigo,
n'uma amizade crescente,
e que esse sincero amigo,
estará sempre presente.

Nivaldo Ferreira,
esse é o nome que carrega,
em posição verdadeira,
que em amor e paz se entrega.

Nos olhos de Deus estás,
coberto de afeição,
mas que em mim ficarás,
eternamente no coração...












§  HOMENAGEM AO POETA NIVALDO

INTERAÇÃO
Da Poesia de Nivaldo Ferreira

TRISTEZA... VELHO REALEJO...

São momentos de aflição,
Em que a alma vagueia...
Lágrimas contidas na emoção,
Segura o pranto, mas nocateia.

Sem deslizar na alquebrada face,
Que traduz imensa melancolia
Sem entender esse impasse...
Interroga o por que dessa agonia

Mesmo abraçado a essa tristeza
A tua inspiração está presente...
Os teus versos refletem a beleza
O talento não está dormente.

Essa tristeza que deságua sentida
No peito desse poeta aflito sonhador
Brotam versos de essências coloridas
Traz o som do cântico do veho realejo...

Dilce Toledo 


Nivaldo Ferreira
Tristeza... Velho realejo...

Nesse momento, eu não consigo escrever,
sinto a alma apertada, e uma lágrima refém
teima em explodir, e deslizar na face,
em minha taciturna e alquebrada face...

De onde vem essa tristeza que me abraça?
Eu não compreendo... Calou-me o verso...
Meus rabiscos são frases incoerentes,
que na folha em branco, seguem dormentes...

Eu olho para o nada... E realmente nada!...
E os minutos rasgam a minha incoerência,
E nesse instante, nada enfim escrevo...

E essa tristeza, em meu peito deságua,
os versos perdem a cor e sua essência;
é ela em mim, o som do velho realejo...

( Nivaldo Ferreira )

  






Poeta Nivaldo Ferreira, eu trouxe esse poema, como presente pra voce, por  ter identificado o teor desse poema com a sua forma de ver a poesia e o mundo. Afonso Félix de Sousa, nasceu em Goias e viveu em várias cidades, inclusive no exterior, onde estudou e depois fixou residência, é autor de mais de 600 poemas, 16 livros e tradutor de poemas famosos, para a língua portuguesa brasileira. Fundador das Associações Brasileiras e Nacional de Escritores e duas revistas da poesia; ganhou vários prêmios, inclusive da Academia Brasileira de Letras em 2001.



RENASCIMENTO


A poesia nasce pura.
O momento é de renúncias
e o pensamento se perde
na presença profunda das coisas.

Se eu pudesse cantar, cantaria.
Há um perfume no mundo, e de manhã.
Nascem da infância os pássaros
que cantam em minha lembrança.
Límpidas são as nuvens,
a palpitação nos ventres, a rua, os desejos de amar.
Em tudo a pureza
de animais que dormem no regaço da aurora.
A natureza declama
o meu primeiro poema.

Estrelas passeiam
na música universal
que penetra todas as almas.
As sombras dos homens
se entrelaçam nas ruas.
São retratos de velhos irmãos.

Afonso Félix de Sousa
por Luna Di Primo









Helena De Paula Paula

Para o querido amigo Nivaldo!

Certa vez eu vi falar que poetas são mensageiros de Deus...
Pois os poetas dão o seus recados direitinho, 
Do jeitinho que ele quer seja dado. 
Vejamos, pois; quem consegue descrever uma lágrima com tanta perfeição? 
Quem traduz um verso de uma canção até mesmo sem ouvi-la?
Somente os poetas conseguem contar as estrelas, dimensionar o mar, ver a beleza da chuva onde muitos so vêem tragédias.
O sorriso de uma criança, as sabedorias dos idosos onde muitos so vêem preocupação.
E o amor? Eles traduzem o amor como se fosse uma simples equação
O poeta vê poesia nas pequenas coisas, como em uma flor.
E nas grandes coisas, como no universo 

Talvez o criador quisesse que o homem so visse coisas belas, por isso é que fez do poeta seu mensageiro
E você Nivaldo com todo teu talento não me deixa duvidas, você é um mensageiro de Deus!
E esta simples homenagem saiu do meu coração para você. 

um beijo da Helena!



















Poeta... Ja tive o privilegio de conversar com voce e sei que o amor que voce canta é verdadeiro e universal... Entao, deixo aqui em sua homenagem, o seu verso mais bonito... o verso que dedica a sua historia de vida de amor...bjuuu








Deixem minha alma versejar como quiser...

"Eu sou apenas, mais um simples poeta que passa
nesta vida realista, e tão cheia de graça!
Pois viver bem, independe de nossas provas
depende, em como organizar as nossas notas"...
(Nivaldo Ferreira)

HOMENAGEM AO POETA NIVALDO FERREIRA!!

ALMA POÉTICA!!! 

Tu dizes que é apenas mais  um poeta que passa
Mas onde passa deixa sua marca... Aí está a graça
Pois colhe o melhor da vida... E doa-se em versos
E assim abre tua alma nos mostrando seu universo

Se nesta tua longa caminhada, tu não és tão literato.
Escreves tuas memórias tão somente por escrever
Continue a derramar tu’alma como águas a escorrer
Pois há de ser que teus poemas pra mi’alma são ornato

Quando os sentimentos fluem, na alma nasce à poesia
E do coração emana palavras tão doce como o mel
Ah! Pra quê a preocupação com ciência e métrica?

Abra tua alma ó poeta, explode na mais doce magia.
Versejas como quiseres, voa livre como pássaros no céu
Recebestes de Deus o dom e tens linda alma poéticas!!
(Angel Mag)











AO POETA NIVALDO FERREIRA

TRANSBORDA...


Canta a Poesia, transborda os versos
Jorram sentimento como águas...
Um rio sempre a correr!

Tuas palavras, oh Poeta, percorrem,
Guiadas pela inspiração...
E se etrernizam lidas as letras!

É da tua alma que os rios nascem...

No ondular das águas, infinita beleza!


( Ana Lago de Luz )









RENGA AO POETA
 por Luna Di Primo


Vida em versos
Canta o amor, canta flor
noite ou dia

canta seus versos
pros amigos poetas
pra natureza

no realejo
a cantar o velho e o novo
tristeza também

A liberdade
E paz escreve com viva
Competência












Poeta Nivaldo, receba esse nosso carinho na forma de poemas, para lhe dizermos da nossa estima por voce e pelos seus versos. Felicidades sempre



Google+ Followers