domingo, 21 de outubro de 2012

MEU CASTELO


Meu castelo não era em solo firme
ruiu-se, sucumbi com suas torres,
levei comigo teu amor,
deixei rastro de areia,
de lambrança do nosso amor
que tu renegaste, me traindo;
todas as lembranças foram enterradas
comigo, com dor...
teu nome falei na última hora,
e as lembranças dos nossos
gozos deixo contigo.

MENDUIÑA

Google+ Followers