terça-feira, 7 de agosto de 2012

O SOPRO DO VENTO

SOPRO DO VENTO

Meus cabelos esvoaçando te esperei
Aquele vento forte me levou a ti,
Voei rumo ao teu encontro
De olhos fechados, nosso amor senti,
Desbravando árvores seguia
O vento que me fez chorar
Do amor desprovido, senti,
Os recados que mandei
Se recebeste não atendeste
Me perdia no desejo teu,
De volta teus beijos queria
Em teus braços saciaria
Os encantos dos amores
Que entre as árvores ao vento relutando
Deitávamos, ali nosso amor seria mágico e gritante.

MENDUIÑA

Google+ Followers