domingo, 8 de julho de 2012

ANOITECEU AMOR

 
O sol se foi em seu esplendor
olho a LUA, me encanta tanta
beleza, e tu ali comigo, quietos
diante de quem vai nos acolher,
acolhe nosso amor mestrado,
nos esconde, ora sim, ora não,
assim podemos ali no chão,
na relva úmida, nosso amor
selar, nossas mãos tremem
da paixão ali vertida com
vida, nada importa o que
será o amanhã, naquela ora
nada existe, só nós e a LUA
de olhos fechados a ti me
dou como um botão, tímida
se abrindo numa rosa linda
conspirando ao nosso amor
dedilhado, vertente de tão
lindo ato naquele momento.

MENDUIÑA






Google+ Followers